Leilões de bens apreendidos arrecadam mais de R$ 10 milhões

Leilões de bens apreendidos arrecadam mais de R$ 10 milhões

Os valores têm, como destino, o Fundo Nacional Antidrogas Publicado em 02/06/2020 – 10:28 Por Pedro Peduzzi – Repórter da Agência Brasil – Brasília O Ministério da Justiça e Segurança Pública, já Continue lendo »

PF deflagra 2ª fase da Operação Virus Infectio no Amapá

PF deflagra 2ª fase da Operação Virus Infectio no Amapá

Objetivo é investigar desvio de recursos para combate à covid-19 Publicado em 29/05/2020 – 08:33 Por Pedro Peduzzi – Repórter da Agência Brasil – Brasília  A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (29) Continue lendo »

Polícia Federal faz operação no Rio contra fraudes no INSS

Polícia Federal faz operação no Rio contra fraudes no INSS

Crimes somaram R$ 5,68 milhões; R$ 2,6 milhões já foram recuperados Publicado em 27/05/2020 – 07:49 Por Vitor Abdala – Repórter da Agência Brasil – Rio de Janeiro Policiais federais deflagraram hoje Continue lendo »

Operação Placebo aprofunda investigações sobre corrupção na saúde

Operação Placebo aprofunda investigações sobre corrupção na saúde

São cumpridos 12 mandados de busca e apreensão em SP e no Rio Publicado em 26/05/2020 – 11:58 Por Cristina Indio do Brasil – Repórter da Agência Brasil – Rio de Janeiro Continue lendo »

Aplicativo policial ajudará na identificação de carros roubados

Aplicativo policial ajudará na identificação de carros roubados

Checagem de boletins de ocorrência e mandados também será possível Publicado em 25/05/2020 – 15:56 Por Pedro Ivo de Oliveira – Repórter da Agência Brasil – Brasília Criado para aumentar a eficácia Continue lendo »

PF faz operação na residência oficial do governador do Rio

PF faz operação na residência oficial do governador do Rio

Há equipes também em outros pontos da cidade Publicado em 26/05/2020 – 07:30 Por Vitor Abdala – Repórter da Agência Brasil – Rio de Janeiro Policiais federais estão neste momento no Palácio Continue lendo »

Internado para cirurgia, Toffoli apresenta sintomas de covid-19

Internado para cirurgia, Toffoli apresenta sintomas de covid-19

  De acordo com o STF, ele retirou pequeno abscesso e passa bem Publicado em 24/05/2020 – 14:33 Por André Richter – Repórter da Agência Brasil – Brasília O Supremo Tribunal Federal Continue lendo »

 

STF retoma julgamento de prisão após condenação em segunda instância

José Cruz/Agência Brasil (Reprodução)


Publicado em 07/11/2019 – 06:10

Por André Richter – Repórter da Agência Brasil * Brasília


O Supremo Tribunal Federal (STF) retoma nesta quinta-feira (7), às 14h, o julgamento sobre a constitucionalidade da execução provisória de condenações criminais, conhecida como prisão após segunda instância. A expectativa é de que o julgamento seja finalizado hoje, quando ocorre a quinta sessão da Corte para discutir a questão.

(Reprodução)

Até o momento, o placar do julgamento está 4 votos a 3 a favor da medida. Faltam os votos dos ministros Gilmar Mendes, Celso de Mello, Dias Toffoli e da ministra Cármen Lúcia.

No dia 17 de outubro, a Corte começou a julgar definitivamente três ações declaratórias de constitucionalidade (ADCs), relatadas pelo ministro Marco Aurélio e protocoladas pela Ordem dos Advogados, pelo PCdoB e pelo antigo PEN, atual Patriota.

O entendimento atual do Supremo permite a prisão após condenação em segunda instância, mesmo que ainda seja possível recorrer a instâncias superiores. No entanto, a OAB e os partidos sustentam que o entendimento é inconstitucional e uma sentença criminal somente pode ser executada após o fim de todos os recursos possíveis, fato que ocorre no STF e não na segunda instância da Justiça, nos tribunais estaduais e federais. Dessa forma, uma pessoa condenada só vai cumprir a pena após decisão definitiva do STF.

A questão foi discutida recentemente pelo Supremo ao menos quatro vezes. Em 2016, quando houve decisões temporárias nas ações que estão sendo julgadas, por 6 votos a 5, a prisão em segunda instância foi autorizada. De 2009 a 2016, prevaleceu o entendimento contrário, de modo que a sentença só poderia ser executada após o Supremo julgar os últimos recursos.

Segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o julgamento terá impacto na situação de 4,8 mil presos com base na decisão do STF que autorizou a prisão em segunda instância. Os principais condenados na Operação Lava Jato podem ser beneficiados, entre eles, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde 7 de abril do ano passado, na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, após ter sua condenação por corrupção e lavagem de dinheiro confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), no caso do tríplex do Guarujá (SP), além do ex-ministro José Dirceu e ex-executivos de empreiteiras.

Edição: Denise Griesinger
É proibida a reprodução, total ou parcial do conteúdo sem prévia autorização.
+