Martha Rocha, primeira Miss Brasil, morre aos 87 anos

Martha Rocha, primeira Miss Brasil, morre aos 87 anos

Ex-miss morava em uma casa de repouso em Niterói Publicado em 05/07/2020 – 20:26 – Por Cristina Indio do Brasil – Repórter da Agência Brasil – Rio de Janeiro A ex-miss Brasil Continue lendo »

Leonardo Villar, ator de Pagador de Promessas, morre aos 96 anos

Leonardo Villar, ator de Pagador de Promessas, morre aos 96 anos

 O ator foi vencedor da Palma de Ouro do festival de Cannes Publicado em 03/07/2020 – 21:58 Por Bruno Bocchini – Repórter da Agência Brasil – São Paulo O ator Leonardo Villar morreu hoje (3), Continue lendo »

Registro digital de veículo está disponível em todo o país

Registro digital de veículo está disponível em todo o país

Pará foi o último estado a começar a usar o documento eletrônico Publicado em 02/07/2020 – 05:27  – Por Agência Brasil* – Brasília A versão digital do Certificado de Registro e Licenciamento Continue lendo »

Projeto da Funarte apresenta espetáculos e oficinas pela internet

Projeto da Funarte apresenta espetáculos e oficinas pela internet

Bossa Criativa – Arte de Toda Gente estreia hoje, às 18h Publicado em 30/06/2020 – 12:37 Por Akemi Nitahara – Repórter da Agência Brasil – Rio de Janeiro Estreia hoje (30) o projeto Bossa Continue lendo »

Operação da PF combate fraudes no transporte escolar em Minas

Operação da PF combate fraudes no transporte escolar em Minas

Editais tinham cláusulas que restringiam a competitividade   Publicado em 30/06/2020 – 12:30 Por Karine Melo – Repórter da Agência Brasil – Brasília Desvios de recursos do Programa Nacional de Apoio ao Continue lendo »

Cidadãos poderão avaliar serviços públicos digitais pela internet

Cidadãos poderão avaliar serviços públicos digitais pela internet

  Interessados deverão inscrever-se em página do Ministério da Economia Publicado em 28/06/2020 – 09:48 Por Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil – Brasília Os cerca de 2 mil serviços públicos Continue lendo »

Google vai veicular notícias com acesso aberto em nova ferramenta

Google vai veicular notícias com acesso aberto em nova ferramenta

Serviço deverá estar disponível no Brasil até o fim do ano. Publicado em 27/06/2020 – 18:47 Por Jonas Valente – Repórter Agência Brasil – Brasília O Google anunciou uma nova ferramenta por Continue lendo »

 

Ministro da Justiça pede ao STF suspensão de oitiva de Weintraub

© José Cruz/Agência Brasil (Reprodução)

“Medida visa garantir liberdade de expressão dos cidadãos”, disse


Publicado em 28/05/2020 – 10:06 Por Felipe Pontes – Repórter da Agência Brasil – Brasília

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça (foto), informou ter ingressado na noite ontem (27) com um habeas corpus no Supremo Tribunal Federal (STF) com o objetivo de “garantir liberdade de expressão” do ministro da Educação, Abraham Weintraub.

“A medida visa garantir liberdade de expressão dos cidadãos. De modo mais específico do Min @AbrahamWeint e demais pessoas submetidas ao Inquérito. Tbm visa preservar a independência, harmonia e respeito entre os poderes”, escreveu Mendonça em sua conta no Twitter durante a madrugada.

No post, Mendonça referiu-se ao chamado inquérito das fake news. Na última terça-feira (26), o relator da investigação, ministro Alexandre de Moraes, deu um prazo de cinco dias para Weintraub prestar esclarecimentos à Polícia Federal (PF) sobre declarações feitas durante reunião ministerial realizada no dia 22 de abril.

Durante a reunião, Weintraub declarou: “eu, por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia. Começando no STF”. Após a divulgação do vídeo, o ministro da Educação publicou no Twitter que suas falas durante a reunião foram deturpadas.

Para Alexandre de Moraes, a declaração atingiu a honra dos ministros do STF. “A manifestação do ministro da Educação revela-se gravíssima, pois, não só atinge a honorabilidade e constituiu ameaça ilegal à segurança dos ministros do Supremo Tribunal Federal, como também reveste-se de claro intuito de lesar a independência do Poder Judiciário e a manutenção do Estado de Direito”.

A medida foi tomada por Moraes após a divulgação do vídeo da reunião ministerial, que é objeto do inquérito no qual se apura a suposta interferência política do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal (PF) e o crime de denunciação caluniosa por parte do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro. O relator deste caso é o ministro Celso de Mello.

Mendonça abriu o habeas corpus no mesmo dia em que a Polícia Federal cumpriu 29 mandados de busca e apreensão autorizados por Moraes no âmbito do inquérito das fake news, tendo como alvo assessores parlamentares, empresários e ativistas bolsonaristas.

Liberdade de expressão

No pedido para que seja suspensa a oitiva de Weintraub, o ministro da Justiça argumenta que é direito de qualquer cidadão expressar opiniões sobre autoridades e que o ministro da Educação, dessa maneira, apenas exerceu sua liberdade de expressão.

“Ainda que em tom crítico, as manifestações decorrem pura e simplesmente do exercício da liberdade de expressão, assegurada pelo inciso IV do art. 5º da Constituição, máxime quando reservada à intimidade de grupo restrito. Destaque-se que foi levada a cabo a externalização de juízos relativos a pessoas públicas em ambiente privado, direito de todo e qualquer cidadão”, escreveu Mendonça.

Ele pediu ainda que sejam trancadas todas as partes do inquérito “relativamente ao que seja considerado resultado do exercício do direito de opinião e liberdade de expressão”.

O ministro da Justiça destacou também um pedido de arquivamento do inquérito feito na quarta-feira (26) pelo procurador-geral da República, Augusto Aras. Mendonça levantou o que seriam inconstitucionalidades da investigação, que foi aberta em 2019 pelo Supremo de ofício, ou seja, sem provocação do Ministério Público Federal (MPF).

Edição: Denise Griesinger

Agência Brasil / EBC


É proibida a reprodução, total ou parcial do conteúdo sem prévia autorização.
+